Home ] Up ]
Matéria publicada no Site: www.joiabr.com.br

MINERAÇÃO
OS MISTÉRIOS DO FUNDO DA TERRA



Márcia Pompei(*)





A Mineração é uma atividade ancestral e “meio mágica”.

O fascínio de ver o elemento precioso brotar da terra, o escuro subterrâneo, a riqueza “escondida”, a cobiça, o trabalho penoso, a esperança renovada a cada punhado de terra removido, tudo isso faz da Mineração uma atividade cercada de misticismo e crenças populares.

Oleo de Eduardo Ibañez - reproduçãoNas minas de prata dos Andes sobrevive uma tradição muito antiga. Antes de penetrar as profundezas da terra os exploradores reverenciam El Tio – o demônio. São fiéis católicos que acreditam no governo dos subterrâneos por forças negativas. A imagem desse “tio” é o de uma criatura dotada de chifres retorcidos e olhar ameaçador. Essas imagens estão sempre presentes nas minas, seja na entrada ou mesmo numa galeria escondida. Colocam também as oferendas que podem ser cigarros, aguardente, doces etc para agradar tal “entidade”. El Tio pode estar acompanhado pela mulher, China Sumay. Os agrados ao casal propiciam ao mineiro vida longa e sem perigos.

No livro A tabela Periódica do químico italiano Primo Levi (1919-1987) lemos: “Todas as minas são mágicas desde sempre. As vísceras da terra formigam de gnomos ..... que podem ser generosos e te fazer encontrar o tesouro sob a ponta da picareta ou te enganar, te cegar, fazendo reluzir como ouro a modesta pirita, disfarçando o zinco sob a aparência do estanho...”

Muitos minerais têm em seus nome raízes que significam fraude, engano, deslumbramento.

Os gnomos são criaturinhas bastante conhecidas. Dizem que vivem no interior da terra, guardando os tesouros escondidos. São protetores dos veios auríferos e podem tanto castigar os mineiros arrogantes quanto socorrer os humildes soterrados.

Em Minas Gerais podemos encontrar algumas minas antigas e desativadas que hoje servem como atração turística ou última esperança de humildes trabalhadores que removem a terra incansavelmente. Logo na entrada dessas minas podemos encontrar uma imagem de Santa Bárbara. Dizem ser a protetora dos mineiros, ela ilumina a escuridão que esconde a fonte da subsistência. Ao seu lado está sempre acesa uma vela, dia e noite.

Mineiros dessa região costumam acreditar que se tratarem bem a natureza as forças da terra podem enviar sonhos noturnos que mostram o local exato onde está uma determinada gema valiosa, mas serão testados, não devem desistir dessa busca, ou assim que se afastarem do local indicado no sonho perderão a pedra para o primeiro mineiro que escavar o mesmo local. Tal fato é relatado por várias pessoas. Um deles contou-me pessoalmente que sonhara com um Topázio Imperial, tão grande e corado, que mal podia fixar o olhar. No dia seguinte começou a escavar o local mostrado e assim o fez por quase um mês, sem contar a ninguém sobre o seu sonho. Assim que desistiu, um amigo resolveu remexer aquela terra e em poucos minutos viu surgir a valiosa gema, exatamente como o outro a vira em seu sonho. A exuberante pedra rendeu uma casa e carro, além de alimentação farta para toda a família durante um bom tempo. O dono do sonho lastimou-se, porém não muito..... “também não dá sorte ficar resmungando”.

A crendice popular convive com a necessidade física, dividindo em sonho e realidade o homem que trabalha as entranhas da terra. Mas será que para esse homem sua realidade seria possível sem o sonho?

Bibliografia

Minerais ao alcance de todos
Coleção Entenda e Aprenda - EBI

Dicionário Ilustrado de Símbolos
Hans Biedermann - Editora Melhoramentos


[ Índice ]

(*) Márcia Pompei - Designer de jóias e professora de joalheria e especializações
no Atelier Márcia Pompei
[ Topo da página ][ Voltar ]Home ]