[ Voltar ]Home ]  

Matéria publicada no Site: www.joiabr.com.br

JÓIAS PODEM CURAR OS CHAKRAS


Márcia Pompei(*)





O que serão eles? Chakras!
Essa palavra é sânscrita, significa "roda" .

O homem é uma alma que possui um corpo, aliás, vários corpos, invisíveis à visão comum. Entre esses corpos está o Corpo Etérico, um grau superior de matéria física através do qual fluem as correntes vitais que mantém vivo o corpo. Além disso, este corpo etérico atua também como elo de ligação entre o pensamento e emoção do corpo astral (outro corpo) ao corpo físico denso (este que todos nós vemos no espelho).

Os chakras são centros de força, aberturas por onde penetram as energias superiores, a corrente vital do corpo físico. Essa energia deve fluir harmoniosamente por todo o corpo para que o ser humano tenha uma vida saudável em todos os aspectos.

Um clarividente vê o chakra como uma depressão no corpo etérico, sob a forma de pequenos pratos com o diâmetro de 5cm cada um, girando incessantemente. Parecem flores de lótus pousadas sobre o corpo, cada uma com um número específico de pétalas.

Os chakras possuem um brilho peculiar, nos indivíduos mais desenvolvidos esse brilho é mais intenso e seu tamanho pode aumentar.

São sete os chakras mais importantes:

  1. Fundamental / Básico / Raiz: situado na base da espinha dorsal, entre o ânus e os genitais. Recebe energias primárias sendo elas o fogo serpentino da terra e a vitalidade do sol. Emite 4 raios. A cor predominante nesse chakra é o vermelho.

  2. Esplênico: situado sobre o baço, esse chakra não está sobre a linha central do corpo mas sim na lateral esquerda do indivíduo. Sua função é difundir a vitalidade do sol. Emite 6 raios. A cor predominante nesse chakra é o laranja.

  3. Umbilical ou Plexo Solar: situado sobre o umbigo, na região do Plexo Solar. Está intimamente relacionado com sentimentos e emoções de índole diversa. Assim como o quarto e quinto chakras esse está relacionado com forças que o ego recebe por meio da personalidade. Emite 10 raios e sua cor predominante é o amarelo.

  4. Cardíaco: situado sobre o coração. Assim como o Esplênico não está exatamente na linha central do corpo. Emite 12 raios. Encontramos nesse chakra a cor verde na parte interna e o rosa nas bordas da flor.

  5. Laríngeo ou Garganta: situado sobre a laringe. Emite 16 raios. A cor definida para esse chakra é o azul claro, no entanto é possível observar um prateado brilhante, como a luz da lua.

  6. Frontal: situado entre as sombrancelhas. Esse chakra está relacionado com o corpo pituitário e, assim como o sétimo (Coronário), só é acionado quando o homem alcança desenvolvimento espiritual. Emite 96 raios. A cor predominante é o azul índigo.

  7. Coronário: situado no alto da cabeça, é o que possui o brilho mais intenso quando em plena atividade, vibra com uma rapidez inconcebível. Está relacionado à glândula pineal. Emite 960 raios. A cor predominante é o violeta. É importante mencionar que esse é o último chakra a se desenvolver e à medida em que o homem se aprimora no aperfeiçoamento espiritual esse chakra vai aumentando até cobrir toda a parte superior da cabeça. Outra particularidade desse chakra é que no início ele tem a mesma aparência dos demais, uma depressão sobre o corpo etérico, mas à medida em que o homem se reconhece como rei da divina luz e se mostra magnânimo com tudo à sua volta esse chakra se inverte, já não é mais uma depressão e sim uma saliência sobre a cabeça, já não é mais um receptor mas sim um radiante foco de energia, uma coroa de glória. Imagens do Buda com uma saliência sobre a cabeça (parecendo um coque) representam exatamente essa alteração do chakra Coronário. Na simbologia cristã o mesmo pode ser observado nas auréolas dos santos.

Toda a descrição acima é necessária para que entendamos a importância desses "Portais de Energia" em nosso corpo. Os cristais podem ativar esses centros energéticos revigorando nosso organismo, reequilibrando nosso metabolismo, estimulando o poder de auto-cura existente em todo ser humano. Isso será refletido no brilho dos olhos, maciez dos cabelos, aveludado da pele além dos bens causados aos nossos outros corpos invisíveis à visão normal.

Vamos conhecer então quais as pedras indicadas para cada um dos sete chakras:

  1. Fundamental: Rubi – Jaspe sangue – Granada vermelha – Coral vermelho

  2. Esplênico: Cornalina – Pedra do sol – Topázio imperial

  3. Plexo Solar: Citrino – Topázio amarelo – Âmbar

  4. Cardíaco: em verde: Malaquita – Esmeralda – Turmalina verde em rosa: Turmalina rosa – Rodocrosita – Quartzo rosa

  5. Laríngeo: Água marinha – Turquesa – Quartzo azul

  6. Frontal: Safira – Sodalita – Lápis Lazuli

  7. Coronário: Ametista – Tanzanita – Iolita

Preparando as Gemas

Antes de iniciar o tratamento é necessário um preparo das pedras.
Lave uma a uma em água corrente, deixe que a água flua por alguns minutos sobre a pedra. Seque-a e cubra-a com sal grosso. Deixe assim por uma noite. Na manhã seguinte retire-a do sal e lave-a com água corrente. Seque e está pronta para o uso. De tempos em tempos repita esse processo.
Importante: pedras sintéticas, tingidas ou modificadas por qualquer processo tecnológico não devem ser utilizadas. É indiferente se as pedras forem lapidadas ou não.

Aplicando as pedras sobre os chakras

Após um banho relaxante deite-se de costas. Posicione a pedra sobre o chakra correspondente. Uma música suave ao fundo é bem vinda. Procure sempre um local com iluminação difusa e muito tranqüilo onde ninguém possa incomodá-lo. Enquanto estiver em tratamento procure elevar seus pensamentos, buscando o Ser Superior, a Luz Divina. Respire pausada e profundamente. Permaneça assim por cerca de 15 minutos.

Alguns especialistas afirmam que não é necessário seguir exatamente as orientações sobre as cores dos cristais para cada chakra, a própria pessoa é a melhor indicada para saber de qual energia está carente, a intuição pode ser uma ótima aliada para escolher as gemas que naturalmente lhe atraem naquele momento.

Comece a prestar atenção sobre como você prefere algumas pedras em determinado período da vida e isso muda depois de algum tempo. Veja só!, inconscientemente você está escolhendo aquilo de que precisa para se harmonizar.

Outra forma de utilizar pedras preciosas no tratamento dos chakras é utilizá-las em jóias que estarão apoiadas sobre o corpo durante várias horas. Afinal, é claro e certo que a beleza está intimamente ligada à saúde. Que bom! Jóias que além de belas têm o poder de cura!

Bibliografia: Os Chakras – os centros magnéticos vitais do ser humano
C.W.Leadbeater - Tradução de J. Gervásio de Figueiredo - Editora Pensamento


[ Índice ]

(*) Márcia Pompei - Designer de jóias e professora de joalheria e especializações
no Atelier Márcia Pompei
 

[ Topo da página ] [ Voltar ] Home ]